Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Kiss-Off, a série de maquilhagem e beleza da Hayley Williams na Popular TV

por Marisa - Paramore Portugal, em 30.08.15

Já haviamos noticiado, aqui, a nova série da Hayley sobre maquilhagem e beleza na Popular TV.

Hoje publicamos todos os episódios que já sairam até ao momento e legendados pelo Paramore BR.

 

 

Episódio 1:

 

Sem legenda aqui.

 

 

Episódio 2:

Sem legenda aqui.

 

 

Episódio 3 (Hayley mostra-nos a casa onde vive):

Sem legenda aqui.

 

 

 Episódio 4:

Um vídeo com outtakes do episódio e sem cortes pode ser visualizado aqui.

 

 

Episódio 5:

Autoria e outros dados (tags, etc)

8 músicos falam com o Fuse.tv sobre os 10 anos de AWKIF

por Marisa - Paramore Portugal, em 29.08.15

O site Fuse falou com 8 músicos diferentes sobre o aniversário de 10 anos do primeiro álbum dos Paramore, “All We Know Is Falling”. 

 

pmoreallweknowisfalling.jpg

 

 

Simple Plan:

 

David Desrosiers, baixista: Nós fomos a primeira banda a levá-los em digressão!

Chuck Comeau, bateria: Foi em 2004. Recebemos um telefonema do Lyor Cohen, ele era o presidente da Atlantic Records. Ele disse, “Hey, temos esta banda nova que está a começar. Podem nos fazer um favor e levá-los em digressão? Eles chamam-se Paramore.” Nunca tínhamos ouvido falar deles – tinham acabado de assinar com a editora, nunca tinham andado em tour. Enviaram-nos algumas músicas e nós pensámos, “Isto soa bem, adoraríamos levá-los na digressão.” Eles tinham 16 anos.

David: Lembro-me do baterista vir ter comigo e perguntar, “Hey, podes afinar a minha bacteria?” Ele era fantástico e já arrasava na bateria aos 15 anos. Um dia a MTV veio ao concerto e o baixista pediu-me para usar o meu wireless porque eles tinham cabos mas queriam poder fazer o truque que o baixista faz por cima das costas do guitarrista. Deixe-o usar o meu wireless para ele poder fazer o salto sem problemas.

Chuck: Esse álbum saiu uns meses depois dessa digressão. A seguir a eles também levámos os Plain White T’s na digressão.

David: Nós lançamos várias bandas. Hayley já era uma vocalista fantástica, na altura.

Chuck: Todos eles, quando tocavam, os fãs respondiam. Eles ganharam os seus primeiros fãs a tocar ao vivo. Connosco também foi assim, a editora pediu um favor aos Sugar Ray e foi assim que começámos a tocar ao vivo. Se conseguirem tocar ao vivo, os miúdos vão perguntar “Quem é esta banda? Qual o álbum deles? Quero comprar essa t-shirt.” É assim que é feito organicamente.

 

Pvris:

 

Lynn Gunn, vocalista: Vi os Paramore pela primeira vez com os Jimmy Eat World. Tinha 12 ou 13 anos, estava no sétimo ou oitavo ano. Foi quando tinha começado a interessar-me por música e a querer fazer isso, mas nunca tinha visto ninguém a fazê-lo, especialmente uma rapariga e nessa idade. Lembro-me de ir a esse concerto e vê-la no palco, a rockar, e pensei, “Se tu consegues fazer isso, eu consigo fazer isso. Tu consegues fazer isso!” Desde essa noite quando eu era uma miúda no sétimo ano, que disse, “Vou fazer isso. Vou fazer com que aconteça.” Conheço “Franklin” e “Here We Go Again.” Não estive muito envolvida no inicio, mas sim em tudo o que veio a seguir.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hayley escreve sobre feminismo e a música Misery Business

por Marisa - Paramore Portugal, em 29.08.15

A Hayley decidiu usar o tumblr para responder e escrever sobre feminismo e sobre a letra da música Misery Business, principalmente uma frase do segundo verso.

 

Li uns comentários hoje sobre eu não puder ser feminista ou se sou ou não uma “boa” feminista. Para responder a um desses comentários específicos, tenho a dizer isto: A letra de Misery Business não é algo com que eu me identifique aos 26 anos. Aliás, não me identifico há bastante tempo. Essas palavras foram escritas quando eu tinha 17 anos… e admito, por uma mente bastante fechada. Não era para ser nenhuma declaração filosófica sobre nada. Era praticamente uma página do meu diário sobre um momento singular que eu experienciei na escola secundária.

… e isso é o que é engraçado sobre crescer numa banda com um pouco de sucesso. As pessoas ainda têm o meu diário. O passado e o presente. Tudo de bom E de mau e embaraçoso!

Mas eu não tenho vergonha. Uma das coisas que eu estou agradecida são todas as minhas experiências – incluindo os erros – deram-me forma e fizeram numa pessoa em que estou contente por sê-la. Nas músicas e vida. É sempre um pouco enervante trazê-los nesta viagem mas quando eu páro para pensar nisso… É uma honra que alguém se importa.

Em conclusão: Eu sou uma pessoa de 26 anos. E sim, uma feminista orgulhosa. Mas talvez não uma perfeita?

Obrigada por lerem isto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Paramore Portugal faz 7 anos!!!

por Marisa - Paramore Portugal, em 21.08.15

O Paramore Portugal está hoje de Parabéns!! Faz 7 anos !!

 

 

Obrigado a todos os que acompanham a banda e o ParamorePortugal.com ao longo destes anos :) 

 

pmoreportugal7anos.png

 

Continuem a visitar-nos em www.paramoreportugal.com e a seguir-nos nas redes sociais:

 

Facebook/paramoreportugal | Twitter.com/paramorePT | paramore-portugal.tumblr

Autoria e outros dados (tags, etc)

Hayley Williams escreve post sobre os Paramore e a sua vida pessoal

por Cláudia - Paramore Portugal, em 18.08.15

Depois do sucesso da digressão Writing The Future, a Hayley partilhou com os fãs uma reflexão acerca dos Paramore e do que a tem mantido ocupada fora dos palcos:

 

 

 

 

"Os últimos 4 anos vão passar-se como um filme na minha cabeça para o resto da minha vida. Foi a melhor altura do início ao fim. Tudo o que tenha a ver com álbum auto-intitulado é a minha memória favorita. Até as coisas pelas quais não foi tão fácil passar. Porque agora olho para trás e vejo o porquê de tudo ter acontecido pela ordem que aconteceu. Nunca iremos fazer outro álbum como aquele. É algo de que ficarei sempre orgulhosa e um pouco triste, e essa é apenas a verdade.

 

 

Mas o que sei eu? O próximo álbum pode ser ainda melhor que o auto-intitulado. Eu deveria saber agora melhor do que nunca questionar o processo, o plano, ou a profunda fé que tenho nos Paramore... mais do que tenho até em mim mesma, sozinha."

 

 

 

 

 

 

Link do post original AQUI

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Vídeo em Destaque



Site Info


Equipa: Marisa, Zé R. e Cláudia.
Online desde: 21/Agosto/2008
Layout: by Ain't Been Done - Designs Versão 9.0 - Melhor Visualizada Com Google Chrome
Contacto: E-mail
Visitas: contador de visitas para blog



Desde 2008, a melhor fonte oficial portuguesa sobre os Paramore.
Com o apoio de:



Chat

Não é permitido fazer spam, publicitar outros sites, fazer pedidos de afiliação ou faltar ao respeito de qualquer usuário ou entidade.



Pesquisa

Pesquisar no Blog  

Arquivos

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D